Quem Somos

 

Rádio Sul Goiana, a pioneira de Quirinópolis

 

Em meados do ano de 1975, um grupo de quirinopolinos apaixonados pela cidade, percebeu que a cidade de Quirinópolis estava carente na área de comunicação e decidiu pela criação de uma emissora de rádio, que viesse a preencher essa lacuna, sonhada desde a década de 60. Claudinê Fernandes de Oliveira, José Alves do Nascimento, Leodolfo Alves do Nascimento, Maria Nazareth de Lima Costa e Racine Ribeiro Porto constituíram uma sociedade por quotas e assinaram Contrato Social, pelo qual criavam a Emissora Sul Goiana de Quirinópolis LTDA, com a finalidade de executar serviço de radiodifusão sonora.

José e Leodolfo Alves do Nascimento retiraram-se da sociedade antes mesmo de concretizar o sonho, realizado na tarde o dia 10 de fevereiro de 1979. Com transmissor de 1000 watts, na freqüência de 1490 KHZ, entrava no ar, às 16h00, a Emissora Sul Goiana. O repórter Sóter Teixeira foi o primeiro a usar os microfones da emissora para levar a notícia tão aguardada e recebida com muito entusiasmo pela população; passados três dias foi ao ar a programação oficial, na ocasião o gerente da emissora entrevistou o Governador de Goiás Irapuan Costa Junior.

O primeiro estúdio no prédio localizado na Av. Lázaro Xavier Nº 18, a inauguração oficial se deu dia 17 de março daquele ano, onde permaneceu por 19 anos. O evento foi marcado por uma grande festa, com a transmissão ao vivo da primeira partida de futebol, diretamente do Estádio João Batista da Rocha (popularmente conhecido como campo murado), entre as equipes do Quirinópolis Futebol Clube e Goiatuba Esporte Clube, com preliminar entre São Francisco e União, do Distrito de Gouvelândia. A narração ficou por conta do experiente Paulo Serrano, de Itumbiara, a partida principal em 0x0, resultado recebido com entusiasmo pelos torcedores do Quirinópolis Futebol Clube.

O saudoso radialista Fernando Santiago veio de Ituiutaba MG para comandar o concurso de música sertaneja, que culminou com a vitória do trio Licanor, Luizmar e Delci, com a Música Emissora Sul Goiana. À noite, na Praça Coronel Jacinto Honório da Silva, Fernando Santiago animou o evento com aproximadamente 15 mil pessoas, no inesquecível show coma dupla conhecida nacionalmente Zé do Rancho e Zé do Pinho, com participações especiais dos acordeonistas Nhozinho e Arlindo Bétio além de cantores da terra. Esse evento foi um marco cultural para a cidade, que posteriormente muitos outros foram realizados pela Emissora Sul Goiana.

Vendo a necessidade de expandir suas ondas sonoras, o grupo de empresário decidiu aumentar a potência do transmissor da Emissora, passando dos 1000 Watts para os atuais 5000 Watts, operando na freqüência de 1130 KHZ, sendo inaugurado no dia 1º de maio de 1982, posteriormente mudou-se para a atual freqüência de 560 KHZ, e se consolidando como a Rádio mais potente da região.

No ano de 1994 o sócio Claudinê Fernandes de Oliveira, desliga-se do grupo, transferindo sua parte aos sócios remanescentes.

No dia 16 de março de 1998 a Emissora Sul Goiana mudou seus estúdios para a Av. Frei João Batista Nº 76, num prédio confortável e amplo, onde contava com estúdio de gravação, transmissão e discoteca, com equipamentos modernos, de última geração, garantindo seu destaque e qualidade como uma rádio regional.

A Rádio Sul Goiana sempre se destacou na área esportiva, no rádio jornalismo sempre foi sinônimo de imparcialidade, objetividade, responsabilidade com a notícia, e conseqüentemente credibilidade, sempre pautados pela verdade dos fatos, sem sensacionalismo, sua programação musical sempre foi muito eclética e sempre levou aos seus ouvintes músicas de qualidade, entretenimento, muitas informações para a dona de casa e público em geral.

Entre os sócios remanescentes, a administração ficou por muitos anos a cargo do Sr. Nerivaldo Costa, que fez uma grande gestão administrativa, após seu falecimento, Racine e Nazaré passaram a administração para alguns funcionários que compunham o quadro de colaboradores.

No início de 2012, a Rádio foi vendida para o Sr. Antonio José Pereira (Zezé), que passou a administrar a empresa, mas logo nos primeiros meses, ele foi procurado pelos Padres Oscar de Lima Pires Junior e Cristiano Faria dos Santos, a mando do Bispo Diocesano da época, Dom José Luiz Majella Delgado, os sacerdotes manifestaram o interesse em adquirir a rádio e ampliar a programação religiosa, após algumas reuniões o acordo foi feito e a Diocese de Jataí passou a ser a detentora da Rádio Sul Goiana.

Após a aquisição a rádio se mudou para o novo endereço, onde foi construída sua sede própria, na Av. Lázaro Xavier Nº 87, todos os equipamentos são de última geração, proporcionando melhor qualidade em suas transmissões, estúdio moderno e amplo, departamento de jornalismo, produção e administração adequados para que os profissionais possam desempenhar num espaço de qualidade suas funções. Desde então sua programação foi totalmente readequada para os objetivos da igreja que busca uma evangelização diária através de programas religiosos, uma seleção mais criteriosa das músicas, e um jornalismo baseado nos conceitos de Jesus Cristo, onde o objetivo e levar a verdade dos fatos e estar sempre ao lado nos menos favorecidos e excluídos da sociedade.

Com sua abrangência regional, atingindo aproximadamente 12 municípios do sudoeste goiano.

Atualmente a Rádio Sul Goiana é dirigida por Hypólita Maria Borges, que exerce a função de Diretora Administrativa. Hypólita é a funcionária que tem mais tempo de casa, são mais de 30 anos dedicados a mesma empresa passando por vários setores, já apresentou programas, coordenou a equipe de vendas entre outras atividades. O próximo passo da administração é fazer a migração de AM para FM, porém ainda depende de liberação do Ministério das Comunicações.